Como posso me inscrever na Previndus?

Preencha o formulário de adesão disponível no site e encaminhe para o RH da sua empresa.

Quais os tipos de contribuições do participante?

O participante pode optar por vários tipos de contribuição. Essas são calculadas com base na sua remuneração no percentual escolhido por ele. As contribuições que possuem a contrapartida das patrocinadoras, são:

  • Contribuição Básica – Contribuição de 1% ou 2% do salário para fazer parte do plano. O participante deve contribuir com, pelo menos, 1%.
  • Contribuição Adicional – A contribuição adicional é um percentual aplicado sobre a parcela do salário que exceder a 10 UMP.

A UMP é a unidade de referência da Previndus, para cálculo de contribuições e benefícios.

Todo ano em janeiro a UMP é reajustada pelo INPC.

Quais os custos da administração do plano não arcados pelas patrocinadoras?

Só são cobrados custos dos investimentos, descontados diretamente da rentabilidade. A rentabilidade divulgada já é aquela com desconto.

É possível melhorar ainda mais a aposentadoria com contribuições extras?

Sim. Por meio da Contribuição Voluntária, você contribui com valores extras ou em percentual de seu salário mensalmente.

Quem pode ser meu beneficiário?

Cônjuge ou companheiro(a), filhos e enteados adotados legalmente, que sejam solteiros e dependentes com até 21 (vinte e um) anos de idade, filhos inválidos sem limite de idade.

Na ausência dos familiares citados, você poderá indicar qualquer pessoa física como beneficiário.

Participantes podem solicitar empréstimos?

Sim. O empréstimo na Previndus tem taxas muito abaixo das praticadas pelo mercado.

Quais os benefícios que o plano oferece?

Aposentadorias (a partir de 50 anos de idade), Invalidez e Pensão por Morte.

Quais as elegibilidades para ter direito a um benefício de Aposentadoria programada?
  • Ter, no mínimo, 50 (cinquenta) anos de idade;
  • Ter, no mínimo, 10 (dez) anos de Empresa;
  • Ter, no mínimo, 5 (cinco) anos de Plano;
  • Estar desligado da Empresa (não importa se foi demitido ou pediu demissão)
Qual a forma de recebimento do benefício?

Pode receber à vista, até 25% do saldo das suas contribuições no momento da aposentadoria. E o restante, em parcelas mensais, durante 20, 25 ou 30 anos.

Existe algum tipo de isenção no imposto de renda em caso de Aposentadoria?

Sim. Os portadores de moléstia grave são isentos de imposto de renda e para fazer uso da isenção, deverão apresentar laudo médico de serviço público.

Caso me desligue da Empresa e não seja elegível a um benefício de Aposentadoria, quais são as minhas opções?

O participante poderá fazer uso dos seguintes Institutos:

  • Resgate – poderá resgatar 100% de todas as contribuições feitas pelo participante para o plano e mais um percentual do saldo da patrocinadora conforme tempo de empresa até a data do desligamento;
  • Autopatrocínio – poderá continuar como participante do plano, assumindo, nesse caso, as contribuições da patrocinadora. No momento de opção por esse Instituto, poderá alterar os percentuais que praticava antes de ser desligado.
  • Portabilidade – Caso tenha mais de 3 (três) anos de Plano, o participante poderá transferir 100% de suas contribuições mais um percentual do saldo da patrocinadora, conforme tempo de empresa até a data do desligamento, para uma previdência aberta ou fechada, ou seguradora.
  • BPD (Benefício Proporcional Diferido) – Caso tenha mais de 3 (três) anos de Plano, e ainda não tenha cumprido todas as elegibilidades para requerer um benefício de aposentadoria aos 60 anos de idade, deverá pagar, à vista, uma contribuição administrativa, calculada pelo atuário, e ao atingir a última carência, começar a receber um benefício de aposentadoria.
E a situação financeira da Previndus?

A Previndus apresenta situação financeira saudável. A entidade é fiscalizada pela Previc, “xerife” das entidades de Previdência Complementar fechada, que recebe mensalmente informações da administração dos planos.

O patrimônio de cada plano é contabilizado de forma segregada, assim como as contribuições de cada participante são controladas de forma separada no nome de cada participante. Os investimentos são realizados em fundos controlados/acompanhados pela Comissão de Valores Mobiliários.